Notícia

Covid: avaliação do contágio em presídios e medicamento promissor

Confira as explicações da professora da Ufes e Pós-doutora em Epidemiologia, Ethel Maciel sobre o assuntos

Novo coronavírus
Novo coronavírus
Foto: Pete Linforth/Pixabay

Nesta edição do CBN Vitória Especial Coronavírus, Ethel Maciel destaca o Inquérito Sorológico do Sistema Prisional do Espírito Santo, que teve o resultado da primeira etapa divulgado na última quarta-feira (16). Foram realizados 1.830 testes rápidos, do tipo IgG e IgM, em internos, servidores penitenciários e profissionais de saúde de todas as unidades prisionais do Espírito Santo para identificar o percentual de pessoas destes grupos que foram infectadas pelo novo coronavírus. O inquérito constatou uma prevalência de 31,6% entre internos do sistema prisional, ou seja, dentre os 22 mil presos do sistema penitenciário capixaba, cerca de sete mil teriam sido infectados.

A comentarista também fala de um estudo norte-americano, publicado na renomada revista Cell, que expõe a descoberta de uma biomolécula que pode neutralizar completamente o Sars-Cov-2. De acordo com os cientistas, a biomolécula é um componente de anticorpo, só que 10 vezes menor do que um anticorpo em tamanho real, e tem sido usado para construir um medicamento conhecido como Ab8 , que será utilizado potencialmente como terapêutico e profilático contra SARS-CoV-2. Segundo os pesquisadores da Universidade de Pittsburgh, seu pequeno tamanho não só aumenta o potencial de propagação para os tecidos para melhor neutralizar o vírus, mas também permite que a droga seja administrada por vias alternativas. Ouça as explicações completas!

 

 

 

Ver comentários