Notícia

Após o tombo em março, Bolsa segue recuperação e fecha julho a 8,47%

Ouça o CBN Investimentos desta sexta-feira (31)!

Operação da Bolsa de Valores de São Paulo
Operação da Bolsa de Valores de São Paulo
Foto: Arquivo

Nesta edição do CBN Investimentos, que acontece no último dia do mês de julho, José Márcio de Barros, apresenta o panorama atualizado e detalhado da economia nos sete primeiros meses do ano. Quais os indicadores em destaque? "Disparado, o ouro foi o ativo que mais valorizou-se em 2020, com quase 59% de valorização. Subiu somente 3,87% em julho. Em julho, ainda, o ativo que mais subiu foi o índice da Bolsa de Valores de São Paulo (B3), com 8,47%", explica José Márcio.

Outro ponto de destaque para a discussão: "o dólar desvalorizou-se 5% em julho. Contudo, sobe 28% em 2020. A Bolsa no ano ainda apresenta uma perda de 9%, porém, quando pegamos o período compreendido entre o dia 23 de março (quando teve a menor cotação), até a última quinta-feira (30), apresentou uma valorização de 65%", detalha.

 "Um indicador da pujança da Bolsa é que, em 2020, já tivemos 21 IPO's (oferta pública inicial), aponta José Marcio. "Incrível que mais de 50% desses lançamentos ocorreram durante a pandemia. Ainda há previsão de 46 novas emissões que deve gerar uma movimentação de R$ 67 bi, chegando a um montante surpreendente de R$ 120 bi. Estamos falando de empresas de diversos setores da atividade econômico", explica. 

Ver comentários