Notícia

Caramujos africanos: eles estão de volta na orla de Vila Velha

Ouça as explicações de Marco Bravo

Nesta edição do "CBN Meio Ambiente e Sustentabilidade", o comentarista Marco Bravo traz como destaque a presença dos caramujos africanos nas nossas cidades e como o período de chuvas pode contribuir para a proliferação da espécie. Você sabia que o caramujo africano é um animal exótico que foi introduzido no país e não tem predador natural que possa controlar a sua população? Na cidade de Vila Velha, por exemplo, segundo a administração municipal, entre a segunda-feira (8) e terça-feira (9), foram recolhidos 160 kg de caramujo das regiões de Itaparica, Itapuã e Praia da Costa.

"É uma espécie exótica, que veio da África pra cá, e foi trazida com o intuito de servir de alimento. Mas como o sabor não era agradável foi abandonada a sua criação - tinha até o objetivo de substituir o escargot, mas o sabor, realmente, não era agradável .Ele é um hermafrodita - que é macho e fêmea- e produz 200 ovos/ano. Como ele não tem predador aqui, por ser uma espécie exótica, ele cresceu numa escala geométrica. Nós vamos ter que cobrar providências fazendo grandes campanhas de coletas, mutirões e correta eliminação", explica. Confira!

 

 

 

VILA VELHA

A Prefeitura de Vila Velha, por meio da Secretaria de Serviços Urbanos, informa que realiza limpeza em toda extensão da orla diariamente. Quando identificados, os caramujos são recolhidos manualmente, pois não existe nenhum produto químico indicado para o controle desses animais, especialmente pela região ser área de restinga. O serviço de limpeza manual é intensificado após os períodos de chuvas, onde o molusco costuma se reproduzir. De segunda (8) para terça (9), foram recolhidos 160 kg de caramujo das regiões de Itaparica, Itapuã e Praia da Costa.

 

 

Ver comentários