Notícia

Saiba o que fazer para contribuir com a longevidade saudável do pet

Ouça a edição desta quarta-feira (16) do Clube Pet CBN, com Tatiana Sacchi!

Cachorro labrador
Cachorro labrador
Foto: Pixabay

Nesta edição do Clube Pet CBN, Tatiana Sacchi traz um passo a passo com setes orientações importantes para os tutores que desejam contribuir e aumentar a longevidade dos seus pets. Ouça!

AS ORIENTAÇÕES DE TATIANA SACCHI:

1) Leve seu pet em visitas periódicas ao veterinário. Durante um check up, pode-se detectar precocemente inúmeras doenças e tratá-las o quanto antes.

2) A alimentação é a base de tudo. Seguindo o preceito de que somos o que comemos, uma alimentação de qualidade pode aumentar consideravelmente a longevidade dos animais. Utilize uma ração de boa qualidade, balanceada, sem corantes e que obedeça a faixa etária do animal ou sua condição de saúde. A alimentação natural já tem se tornado uma realidade para muitos tutores que podem optar por fazê-la em casa ou comprar de empresas que comercializam comida fresca ou congelada para animais.

3) Faça exercícios físicos com seu animal ou enriqueça o ambiente dele para que ele possa expressar seu comportamento natural, brincar, se divertir, estimular o aprendizado e gastar calorias. Isso mantém a saúde física psicológica do pet, promovendo uma melhor condição corporal e bem-estar.

4) Lembre que problemas como obesidade, doença periodontal, dor crônica são causadores de outras doenças e de agravo para problemas crônicos de saúde. Medicar o animal por conta própria também traz riscos à saúde dele.

5) Cada espécie animal possui necessidades diferentes, mas via de regra, mantenha as vacinas, vermífugos e antiparasitários em dia, evitando assim doenças contagiosas e parasitas internos e externos.

6) Para cães e gatos, a castração é uma forma de manter o pet saudável, prevenindo em especial nas fêmeas o câncer de mama e a infecção de útero e nos cães machos doenças de próstata, além de evitar crias indesejadas que podem acabar em situação de abandono ou falta de cuidados.

7) Faça uma “poupança” para seu pet: em caso de uma emergência, você poderá cuidar dele da melhor maneira possível.

Ver comentários