Notícia

Ministério Público cobra balança 24h para evitar fuga de carretas

A ação civil pública ajuizada alerta que atualmente apenas três dos quatro postos de pesagem estariam em funcionamento e nenhum deles de forma ininterrupta na BR 101 no ES

Uma ação civil pública foi ajuizada pelo Ministério Público Federal para que as balanças instaladas ao longo da BR 101 funcionem 24 horas por dia. Atualmente apenas três dos quatro postos de pesagem estariam em funcionamento e nenhum deles de forma ininterrupta.

Em entrevistado à rádio CBN Vitória, o procurador da República, André Pimentel Filho, explica que a fiscalização nas rodovias federais que cortam o Estado tem se mostrado ineficiente e repetidas tragédias têm sido registradas. Segundo ele, excesso de peso, desvios de balança e eixos adulterados são problemas frequentes que, mais que meras infrações, configuram condutas criminosas que vêm matando pessoas e, por isso, exigem uma fiscalização mais adequada por parte do poder público.

Uma das balanças, em Linhares, só funciona oito horas por dia e, eventualmente, no período noturno. A outra, em Rio Novo do Sul, opera somente entre 6h e 15h. Já o posto de pesagem da Serra tem horário de funcionamento entre 7h e 20h. E em Viana, os serviços estão parados. 

Com pedido de tutela de urgência, O Ministério Público Federal quer que a Agência Nacional de Transportes Terrestres (ANTT) adote as providências necessárias para o funcionamento ininterrupto da fiscalização de excesso de peso nos postos de pesagem na BR-101, sob pena de aplicação de multa em caso de descumprimento.

Ver comentários