Notícia

Pesquisa nacional sobre saúde vai passar por 50 cidades do ES

A PNS também investiga se os moradores sofreram algum tipo de violência e monitora a realização de exames

IBGE: levantamento de dados sobre saúde
IBGE: levantamento de dados sobre saúde
Foto: Reprodução | Arquivo

O IBGE inicia nesta segunda-feira (26) a coleta da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS), considerada o maior levantamento de dados na área do país: cerca de 1.500 agentes de pesquisa visitarão 108 mil domicílios em mais de 3 mil municípios de todo o país. A coleta irá até fevereiro de 2020 e os primeiros resultados estão previstos para serem divulgados em 2021. No Espírito Santo, cerca de 43 agentes de pesquisa do IBGE visitarão mais de 4 mil domicílios em 50 municípios - 50% das visitas ocorrem na Grande Vitória. Indicadores importantes serão coletados sobre o estilo de vida, como sedentarismo, tabagismo, dieta, consumo de álcool e saúde bucal.

 

A PNS também investiga se os moradores sofreram algum tipo de violência e monitora a realização de exames preventivos, além de avaliar a percepção da população sobre o Sistema Único de Saúde (SUS). Em entrevista à Rádio CBN Vitória, Ilmar Vicente, supervisor da Pesquisa Nacional de Saúde (PNS) no Espírito Santo, alerta para os itens que os pesquisadores vão portar para a identificação da população: crachá do IBGE, camisa polo, colete do IBGE, bolsa e um smartphone. Ouça as explicações na íntegra:

Os moradores poderão confirmar a identidade do entrevistador em ligação telefônica gratuita para 0800-721-8181.

Sigilo das informações coletadas pela PNS é garantido por lei

É importante ressaltar que todas as informações coletadas pela PNS têm sua confidencialidade garantida pela lei do sigilo da informação estatística (Lei nº5534) e só podem ser utilizadas para fins estatísticos. Os agentes de pesquisa do IBGE estarão identificados o crachá e usarão equipamento eletrônico de coleta de dados (computador de mão). 

Ver comentários