Notícia

Empreendedores em dificuldade recebem apoio de administradores no ES

Ação do Conselho Regional de Administração traz orientações da área para ajudar micro e pequenos empreendedores

Iniciativa visa conectar pequenos empreendedores com profissionais de administração
Iniciativa visa conectar pequenos empreendedores com profissionais de administração
Foto: Reprodução

Em meio as consequências financeiras da pandemia do novo coronavírus, e o impacto na rotina das empresas, o Conselho Federal de Administração, por meio de consultorias gratuitas, está orientando a microempreendedores individuais (MEIs), microempresas (MEs) e empresas de pequeno porte (EPP) a enfrentarem esse período. No Espírito Santo, a ação é executada pelo Conselho Regional de Administração do Espírito Santo (CRA-ES).

Glaucio Siqueira, administrador e coordenador da Câmara de Empreendedorismo e Inspiração do Conselho Regional de Administração, explica, em entrevista à Rádio CBN Vitória, que também é possível receber orientação sobre as exigências para ter acesso à linhas de crédito criadas devido à pandemia. "Mas o fundamental é planejar. O empreendedor deve entender como planejar seus gastos e como lidar com dinheiro agora. Não adianta ele ter o empréstimo e depois não ter como pagar esse financiamento", alerta.

Para participar é preciso se cadastrar por meio do site cfa.org.br/mpes. Depois, aguardar o contato que será feito por um consultor voluntário. Glaucio explica que são oferecidas consultoria nas áreas de finanças, orçamento, logística, recursos humanos, marketing, tecnologia da informação e outras áreas da Administração. "Tudo é feito de maneira online, atrás da plataforma do aplicativo 'Zoom' do Conselho. O nosso objetivo é utilizar as estratégias de conhecimento da área da Administração para auxiliar os empresários que estão passando por momentos difíceis", explica.

Ele defende que, para esse momento, é necessário que o negócio consiga se reinventar e o empresário tenha foco. "O mundo dos negócios se transformou, e vai continuar em transformação, por conta da pandemia. Daí a importância de uma rede colaborativa para os auxiliarem nessa fase", detalha.

E para deseja ser um consultor solidário? Uma equipe de colaboradores do Conselho Federal analisará o cadastro dos profissionais de administração e dos empreendedores que querem participar do projeto. A partir disso, a autarquia intermediará o contato entre os consultores e os MEIs, MEs e EPP e, assim, formar uma grande rede solidária.