Notícia

Farmácias com testes de Covid deverão ter cadastro na Vigilância

Farmácias poderão fazer testes rápidos para detectar o novo coronavírus, mas devem seguir série de regras

Nesta terça-feira (26), a Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) publicou uma portaria que define um novo conjunto de regras que precisam ser seguidas pelas farmácias do Espírito Santo para ofertar os testes rápidos de coronavírus. Entre os pontos do decreto estão que a farmácia deve possuir licença sanitária vigente com autorização para realização de serviços farmacêuticos, possuir autorização de funcionamento emitida pela Anvisa, possuir área privativa para realização da testagem e disponibilizar ao paciente suspeito máscara cirúrgica e preparação alcoólica a 70% para higiene das mãos.

Em entrevista à Rádio CBN Vitória, o presidente do Conselho Regional de Farmácia do Espírito Santo (CRF-ES), Luiz Carlos Cavalcanti, explica que as farmácias que vão oferecer os testes vão ter que fazer um pedido às Vigilâncias municipais, conforme o decreto. Como é obrigatório ter espaços reservados e pessoal treinado para fazer a entrevista e colher o material, o presidente considera que esse investimento deve ser levado em consideração para a farmácia que for oferecê-lo, inclusive, devido ao período limitado do decreto da pandemia. Ouça a entrevista:

Ver comentários