Notícia

Infectologista acredita que vacina será possível para inverno de 2021

Ouça entrevista com a médica Infectologista, consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia e professora da Unicamp, doutora Raquel Stucchi

O Ministério da Saúde anunciou neste final de semana, uma parceria para a pesquisa e produção nacional da vacina contra a Covid-19 desenvolvida pela Universidade de Oxford, do Reino Unido, e a farmacêutica AstraZeneca. Em meio a preocupação com o novo coronavírus, especialistas da área médica têm discutido, com bases em estudos científicos, sobre como se dará o comportamento da pandemia e a possibilidade de eficácia das futuras vacinas. Em entrevista nesta segunda-feira (29) à rádio CBN Vitória, médica Infectologista, consultora da Sociedade Brasileira de Infectologia e professora da Unicamp, doutora Raquel Stucchi, explicou que apesar dos estudos promissores, é preciso aguardar a finalização dos testes, assim como o tempo de imunização que a dose é capaz de proporcionar. A médica acredita que mesmo estando disponível no início de 2021, a estratégia será imunizar a população somente próximo ao inverno, período em que a doença acomete mais pessoas e de forma mais grave.

Ver comentários