Notícia

Ônibus de Vitória não aceitarão dinheiro a partir de sábado (1º)

A medida tem caráter temporário e deverá ser mantida durante a pandemia do novo coronavírus

A partir deste sábado (1º), os ônibus do sistema municipal de Vitória, os chamados "verdinhos", deixarão de aceitar o pagamento em dinheiro. A medida tem caráter temporário e deverá ser mantida durante a pandemia do novo coronavírus, já que a cédula em papel é considerada um vetor para a transmissão da doença. Os "verdinhos" também têm autorização para circular sem os cobradores a partir do dia primeiro. Quem explica a mudança é a Maurici Rocha, assessora técnica do Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros do Estado do Espírito Santo (Setpes).

O Setpes informa que, com a restrição do uso de dinheiro e o afastamento dos trocadores, as passagens deverão ser pagas com o Cartão GV. O cartão cidadão do Setpes continuará sendo aceito. "O Cartão GV pode ser adquirido em um dos pontos de venda da rede, que contam, inclusive, com terminais eletrônicos de autoatendimento. A versão pré-paga e sem cadastro custa R$ 10, valor equivalente a duas passagens, e pode ser adquirida em terminais, lojas do GVBus e em lojas parceiras".

Ainda, segundo o Sindicato, os cobradores poderão ter seu contrato de trabalho suspenso por 60 dias. Entretanto, "a suspensão dos contratos não gera a extinção do posto de trabalho e, por isso, o pagamento do salário está garantido e assegurado por lei. Após o término da suspensão dos cobradores, eles serão realocados para suas atividades”, destaca o Setpes.

Ver comentários