Notícia

Aeroporto de Vitória: Terminal de Cargas tem operação alfandegada

Em entrevista ao CBN Cotidiano, Fabrício Betto, auditor-fiscal e delegado da Alfândega da Receita Federal do Porto de Vitória, detalha o tema

Fachada do novo Aeroporto de Vitória
Fachada do novo Aeroporto de Vitória
Foto: Fernanda Madeira

Publicação no Diário Oficial da União trouxe a informação do ato executivo que declara alfandegada parte das instalações do Terminal de Cargas do Aeroporto de Vitória. A publicação aponta que o esse terminal será administrado pela empresa "Dawlog Logística e Hangaragem Ltda". Em entrevista ao CBN Cotidiano desta quarta-feira (26), Fabrício Betto, auditor-fiscal e delegado da Alfândega da Receita Federal do Porto de Vitória, explica como essa declaração de alfandegamento pode impactar na movimentação de cargas e passageiros no terminal.

"Esse ato declaratório está formalizando um movimento que, até então, a Infraero já havia começado, antes da privatização do aeroporto, de fazer uma concessão do terminal de cargas. Essa formalização do novo operador do terminal de cargas acabou acontecendo só agora depois que o aeroporto todo foi privatizado. Na prática, o que temos agora é que, ao invés de termos a situação de quando o aeroporto foi todo privatizado (que nós tínhamos só a ASeB como responsável pela substituição da Infraero), a gente passa a ter operadores dentro do aeroporto".

E completa. "Um responsável pelo terminal de cargas e o outro pelas operações dos voos internacionais e da própria operação doméstica do aeroporto. Então, o que esse ato declaratório nos traz é que, agora, não temos só um, mas dois atores no Aeroporto de Vitória com total interesse em incrementar a movimentação de cargas e também de passageiro", detalha. Ouça as explicações completas!

A Aeroportos Sudeste do Brasil (Aseb) também foi procurada. E por nota explicou que "trata-se de uma medida contratual que compunha a fase de concessão comercial e operacional do terminal de cargas do aeroporto de Vitória, onde a ASeB permanece como administradora e responsável legal da área, contudo sendo a operação do terminal em si a ser de responsabilidade da empresa PACLOG - nome fantasia da Dowlog, não mudando a perspectiva de demanda, pois o terminal já era alfandegado, contudo em nome da ASeB. Ao fim, a ação reflete do modo pratico a alteração do responsável técnico do terminal de cargas perante a Receita Federal, passando a PACLOG responder perante esse órgão alfandegário".

Questionada sobre se haveria mais rotas comerciais, a empresa frisou que "atualmente o aeroporto de Vitória conta com uma operação semanal da LATAM cargo com origem na cidade de Miami – EUA, e nesta parceria ASeB e PACLOG seguimos prospectando e buscando cada vez mais aumentar o movimento de carga aérea no Espírito Santo".

 

 

 

 

 

 

Ver comentários