Notícia

Compra de diesel é para equilibrar custos do Transcol, diz secretário

Ouça a entrevista concedida pelo secretário de Estado de Mobilidade, Fábio Damasceno, à CBN Vitória

Ônibus do Sistema Transcol
Ônibus do Sistema Transcol
Foto: Carlos Alberto Silva

A pandemia do novo coronavírus impactou diversos setores da economia, inclusive o Sistema Transcol, que passa por uma crise milionária. Uma informação obtida com exclusividade por A Gazeta mostrou que o o governo do Espírito Santo comprou mais de R$ 40 milhões em combustível para socorrer as empresas de ônibus que integram o sistema. As concessionárias alegam perdas acima de R$ 130 milhões por conta da queda no número de passageiros. Mas como o Transcol chegou a esse ponto?

Segundo o secretário estadual de Mobilidade, Fábio Damasceno, o motivo principal foi a necessidade de continuar operando com muitos ônibus na rua mas com redução do número de passageiros. "A aquisição de combustível e suspensão de contratos dos cobradores são para equilibrar custos do Transcol, que ainda não recuperou o número de passageiros devido à pandemia", ele destacou. Ouça a entrevista completa!

Ver comentários