Notícia

Com conta de energia mais cara, confira dicas para economizar

As orientações são do engenheiro eletricista Marconi Pereira Fardin, coordenador da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica do Crea-ES

Medidor de energia
Medidor de energia
Foto: Reprodução/SmartEnergy

A conta de energia vai ficar mais cara. A Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) reativou o sistema de bandeira tarifárias e definiu a bandeira vermelha patamar 2 - a mais alta - para o mês de dezembro, com custo de R$ 6,243 para cada 100 quilowatts/hora consumidos.

Em maio deste ano, em razão da pandemia de covid-19, a Aneel havia decidido manter a bandeira verde acionada até 31 de dezembro deste ano, mas voltou atrás devido à queda no nível de armazenamento dos reservatórios das usinas hidrelétricas e religação de termelétricas.

E para nós, consumidores, como é possível tomar atitudes que possam ajudar a reduzir o valor da conta e economizar?

Em entrevista ao CBN Cotidiano, o engenheiro eletricista Marconi Pereira Fardin, coordenador da Câmara Especializada de Engenharia Elétrica do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES), traz as orientações.

Ver comentários