Notícia

Eficácia da Coronavac é positiva, avalia secretário Nésio Fernandes

Em entrevista ao CBN Cotidiano, o secretário de Estado da Saúde Nésio Fernandes disse que, agora, aguarda liberação da Anvisa

Vacina Coronavac produzida pelo Butantan
Vacina Coronavac produzida pelo Butantan
Foto: Instituto Butantan

O secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, avaliou como positiva a a eficácia geral da Coronavac - vacina desenvolvida pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac. O número foi apresentado nesta terça-feira (12), em São Paulo, e mostra que, na prática, a vacina diminui em 50,38% a chance de alguém vacinado manifestar sintomas da doença, caso infectado. Agora, segundo Fernandes, é necessário aguardar a liberação de uso emergencial pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). Ouça:

Nésio Fernandes também explicou o estudo da Secretaria de Estado da Saúde, divulgado na manhã desta terça-feira (12), que constatou que o Sars-Cov-2 já infectava pessoas no Espírito Santo desde dezembro de 2019, ou seja, antes do primeiro caso oficial brasileiro, que é datado de 26 de fevereiro de 2020. Foram investigadas amostras de sangue de pacientes que tiveram dengue e chikungunya no período.

Ver comentários