Notícia

Os fatores que tornaram o metro quadrado de Vitória mais valorizado

Segundo o diretor da Ademi-ES, Eduardo Terra da Silveira, a pandemia exerceu papel importante na valorização

Foto aérea do Canal de Camburi, em Vitória
Foto aérea do Canal de Camburi, em Vitória
Foto: Felipe Mota/Fly Now

Vitória registrou uma das cinco maiores valorizações de imóveis residenciais, entre 50 cidades pesquisadas pelo índice FipeZap, divulgado na última terça-feira (5). A valorização média foi de 7,46%. Foi a maior valorização do metro quadrado nos últimos cinco anos e pelo menos três fatores justificam esse alto índice: escassez de terrenos, poucos lançamentos e alta procura durante o ano de 2020. Em entrevista ao CBN Cotidiano, o diretor da Associação das Empresas do Mercado Imobiliário do Espírito Santo (Ademi-ES), Eduardo Terra da Silveira, explica que a pandemia do novo coronavírus exerceu um papel importante na alta de preços. Com o isolamento social, muitas pessoas começaram a trabalhar de casa - home office - e, com isso, começaram a ter necessidades que antes não tinham durante o trabalho presencial. Ouça a entrevista completa!

Ver comentários