Notícia

Associações médicas cobram mais vacinas e reforço do isolamento

Não há leitos em quantidade necessária para fazer frente à elevação vertiginosa da demanda, dizem os médicos

No lançamento do "Comitê Extraordinário de Monitoramento Covid-19 (Cem)", a Associação Médica Brasileira (AMB) divulgou nesta segunda-feira (14) uma carta cobrando do governo federal mais vacinas e medidas preventivas, como uso de máscara e o distanciamento social, para o combate à pandemia no país. O documento é assinado por 54 unidades federadas e associações médicas especializadas. Em entrevista à CBN Vitória, o médico Clóvis Francisco Constantino, diretor acadêmico da Associação Médica Brasileira (AMB), explica que a situação no pais é gravíssima.

Um dos trechos da carta diz que "a progressão exponencial da epidemia evidencia insuficiências na rede de saúde. A realidade é que não há leitos em quantidade necessária para fazer frente à elevação vertiginosa da demanda; os profissionais de saúde, entre os quais, nós, os médicos, chegamos à exaustão, além da perda de várias vidas".

Ver comentários