Notícia

Desestatização da Codesa: concessão do porto e companhia privatizada

O entrevistado é o diretor-presidente da Companhia Docas do Espirito Santo (Codesa), Júlio Castiglioni

Navio no Porto de Vitória: exportações capixabas para os EUA podem crescer
Navio no Porto de Vitória: exportações capixabas para os EUA podem crescer
Foto: Carlos Alberto Silva

O processo de desestatização dos portos de Vitória e Barra do Riacho, administrados pela Companhia Docas do Espírito Santo (Codesa), deu mais um passo. A Agência Nacional de Transportes Aquaviários (Antaq) aprovou e publicou na última quinta-feira (8), o relatório da consulta pública de concessão dos portos. Em entrevista ao CBN Cotidiano, o diretor-presidente da Codesa, Júlio Castiglioni, explicou que o processo de desestatização será seguido de privatização da companhia e concessão do porto. Este é o primeiro caso de desestatização de portos públicos no Brasil, prevendo a venda, o controle da empresa e concessão as atividades dos portos. Ouça:

Ver comentários