Notícia

Serviços de esportes radicais devem ter cadastro municipal

O entrevistado é o tenente-coronel Vitor Escalfoni, do Corpo de Bombeiros do Espírito Santo

Tirolesa no Morro do Moreno, onde engenheiro morreu durante a descida no último sábado
Tirolesa no Morro do Moreno, onde engenheiro morreu durante a descida no último sábado
Foto: Fernando Madeira

No último sábado (1º), o engenheiro mecânico João Paulo Sampaio dos Reis, de 47 anos, levou a filha e uma amiga dela para aproveitar a vista e a tirolesa do Morro do Moreno, em Vila Velha. As duas desceram antes. Na vez dele, um acidente fez com que ele morresse ainda no local. De acordo com informações do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Espírito Santo (Crea-ES) o acidente aconteceu nos primeiros 100 metros da tirolesa.

Em entrevista ao CBN Cotidiano, o tenente-coronel Vitor Escalfoni, do Corpo de Bombeiros do Espírito Santo, avaliou que diversos locais do estado passaram atrair público com apelo de esportes radicais em diversas modalidades, mas que todos devem seguir regras de segurança e ter cadastro municipal. Ouça.

Ver comentários