Notícia

Focos reaparecem cinco meses após fim de incêndio na turfa

Bombeiros não descartam que o fogo tenha sido causado por ação humana, ainda que de forma acidental

O Corpo de Bombeiros identificou um novo foco de incêndio na área de turfa na Serra. O incêndio acontece quase cinco meses após a eliminação total dos focos que causaram incomodo e problemas de saúde a moradores de diversos bairros do município por mais de três meses no início deste ano. Os bombeiros não descartam que o fogo tenha sido causado por ação humana, ainda que de forma acidental.

O incêndio abaixo do solo ocorre próximo ao bairro Cantinho do Céu. A estratégia dos bombeiros é alagar toda área atingida pela fumaça para que o fogo não se propague. Segundo capitão Thompson, os bombeiros iniciaram o trabalho de combate ao incêndio há dois dias. Oito homens e dois caminhões, sendo um auto tanque, trabalham no local. A água está sendo retirada da empresa Tims, localizada na Rodovia do Contorno.

Focos de incêndio estão em local de difícil acesso
Focos de incêndio estão em local de difícil acesso
Foto: Patrícia Scalzer

Ao contrário do início do ano, os focos de fumaça estão afastados das residências, por isso, a população não está sendo prejudicada com a fumaça proveniente da turfa, de acordo com capitão Thompson.

“Não temos informações de que a fumaça está incomodando as pessoas da região. É uma área relativamente pequena, equivalente a um campo de futebol e esse trabalho é para evitar que o fogo propague”, contou.

Novo incêndio fica próximo ao bairro Cantinho do Céu, mas longe de residências, na Serra
Novo incêndio fica próximo ao bairro Cantinho do Céu, mas longe de residências, na Serra
Foto: Patrícia Scalzer

De acordo com o capitão, a preocupação do Corpo de Bombeiros neste momento é evitar que o fogo se espalhe para novas áreas, por isso, os trabalhos vão continuar no final de semana.

“Vamos estar aqui todos os dias, para mim, a prioridade absoluta é não deixar o fogo se propagar como aconteceu da outra vez. Enquanto houver fumaça a equipe vai continuar aqui”, afirmou.

Capitão Thompson explicou que não há como saber o que provocou o fogo. Entretanto, apesar do calor intenso e a falta de chuva, não existe a possibilidade de a vegetação pegar fogo sozinha. O capitão acredita que o incêndio foi provocado por algum agente externo.

Ver comentários