Notícia

OAB investiga se advogados 'assediaram' clientes em Colatina

Segundo a Ordem, a captação de clientela da forma como foi denunciada em Colatina é ilegal. Suspeitas ainda não foram comprovadas

A Ordem dos Advogados do Brasil no Espírito Santo (OAB-ES) investiga a suspeita de advogados estarem assediando clientes em Colatina, no Norte do Estado. Se as suspeitas forem comprovadas, os profissionais podem sofrer punições desde advertência até o pagamento de multa. O presidente da OAB, Homero Mafra, foi a Colatina nesta quinta-feira (4) para ouvir depoimentos de advogados. Após o Carnaval, Mafra pretende ouvir os relatos de moradores da região.

A suspeita é que os profissionais estariam fazendo captação de clientela nas filas de distribuição de água e nas ruas da cidade, após a chegada da lama de rejeitos de minério da Samarco ao município. Processos disciplinares podem ser abertos contra profissionais que comprovadamente tenham feito esse tipo de abordagem aos moradores de Colatina.

Segundo o presidente da OAB, há relatos de que dois escritórios de Colatina estariam praticando a captação indevida de clientela. No entanto, Homero não descarta a possibilidade de mais profissionais estarem envolvidos nessas abordagens.

Após ouvir advogados e moradores, os profissionais investigados podem sofrer punições que variam de advertência a multa no valor de uma anuidade da OAB. Ou seja, a quantia pode chegar a R$ 760,80.

Captação de clientes é prática ilegal

Segundo Homero Mafra, a captação de clientela da forma como foi denunciada em Colatina é ilegal. “É absolutamente ilegal. Quando o advogado sabe que alguém está com problemas e o procura, isso é uma captação indevida de clientela”, disse Mafra em entrevista à Rádio CBN Vitória.

Há relatos de que os advogados abordavam as pessoas para reunir assinaturas para ações contra a Samarco, mineradora responsável pela lama de rejeitos de minério que chegou a Colatina pelo Rio Doce e interrompeu o abastecimento de água na cidade. Os advogados também teriam dito aos moradores que eles são “campeões em ganhar ações”.

Ver comentários