Notícia

PT veta apoio de partidários a Amaro e Luciano em Vitória

No entanto, segundo o diretório municipal do partido, a legenda apenas passou uma orientação para os militantes e não haverá nenhuma punição para quem quiser fazer campanha para os candidato

A Comissão Executiva do Partido dos Trabalhadores (PT) em Vitória decidiu não apoiar nenhum candidato no segundo turno das eleições na Capital. O partido também orientou que os militantes petistas não participem de campanhas, ou peçam votos, para os candidatos Amaro Neto (SDD) e Luciano Rezende (PPS). No primeiro turno, Perly Cipriano (PT) ficou em quarto lugar na disputa, com 6.461 votos (3,48%).

De acordo com o presidente da Executiva do PT em Vitória, Alexandre Passos, a decisão foi tomada em reunião realizada com todo o diretório municipal. A opção do partido de ficar neutro na segunda fase da disputa, se deu, segundo Passos, pela falta de objetivos comuns entre os candidatos e o PT. "O candidato Amaro não representa os pensamentos do partido", disse.

Com relação ao candidato Luciano, a negativa do apoio também tem relação com o ex-prefeito João Coser (PT). “A atual gestão tem desconstruído vários projetos da administração do ex-prefeito João Coser”, afirmou.

Segundo Passos, o partido apenas passou uma orientação para os militantes e não haverá nenhuma punição para quem quiser fazer campanha para os candidatos.

Ver comentários