Notícia

Campanha de adoção tardia atrai famílias de vários Estados

No Espírito Santo, das 140 crianças acolhidas prontas para adoção, 86% têm mais de 08 anos de idade, 49% fazem parte de grupos de irmãos e 23,5% possuem alguma necessidade especial

Em duas semanas de campanha para adoção tardia no Espírito Santo, mais de 300 pessoas, de vários Estados, manifestaram desejo de adotar as crianças. A campanha "Esperando por você", do Tribunal de Justiça do Espírito Santo (TJ-ES), disponibilizou em um site vídeos de 20 crianças aptas para adoção. Elas têm mais de 12 anos, algumas possuem irmãos e outras têm algum problema de saúde.

 

Desde o início da campanha, no dia 12 de maio, seis crianças já iniciaram o processo de adoção. De acordo com a coordenadora da Comissão Estadual Judiciária de Adoção (Ceja), órgão da corregedoria do TJ, Maria Inês Valinho de Moraes, famílias do Rio Grande do Sul, Mato Grosso do Sul, São Paulo, Minas Gerais e Rio de Janeiro entraram em contato com a comissão para entrar no processo de adoção.

Maria Inês explica que nesse processo de adoção, o vídeo é um diferencial, pois as famílias podem sentir pelas imagens com qual criança a identificação foi maior. “Muita gente já ligou dizendo: quando eu vi o vídeo eu fui tocada pelo fulano, pelo ciclano. Tem criança que está até sendo disputada, no bom sentido”, disse.

Segundo a coordenadora, nessa campanha o processo de adoção é mais rápido que uma adoção tradicional. "A criança já está destituída do poder familiar. Estamos privilegiando as pessoas que já estão habilitadas. As que não estão serão habilitadas durante o processo de adoção para facilitar. É para que o adolescente não fique muito mais tempo abrigado”, contou.

Atualmente, no Espírito Santo, das 140 crianças acolhidas prontas para adoção, 86% têm mais de 08 anos de idade, 49% fazem parte de grupos de irmãos e 23,5% possuem alguma necessidade especial. Segundo Maria Inês, a campanha vai continuar, pois, há outras 70 crianças com o mesmo perfil da campanha. Os interessados em adotar alguma criança da campanha pode acessar o site www.esperandoporvoce.com.br.

Ver comentários