Notícia

Voluntários alimentam 600 pessoas com comida que seria descartada

O projeto social da Igreja Adventista recolhe alimentos doados por produtores rurais e faz 100 sopas por semana para pessoas em situação de rua, além de realizar doações para um orfanato e para um uma comunidade de Terra Vermelha que atende crianças carentes

Um grupo de voluntários está alimentando cerca de 600 pessoas com frutas, legumes e verduras que poderiam ser descartados na Ceasa, em Cariacica. O projeto social da Igreja Adventista recolhe alimentos doados por produtores rurais e faz 100 sopas por semana para pessoas em situação de rua, além de realizar doações para um orfanato e para um uma comunidade de Terra Vermelha que atende crianças carentes.

O grupo é formado por 12 pessoas que vão à Ceasa semanalmente, nas manhãs de sexta-feira e sábado, para recolher as doações e também trabalham no preparo das sopas. Também há pessoas que doam recipientes descartáveis para servir a comida e até mesmo uma pessoa que disponibiliza uma câmara fria para armazenar os produtos.

Segundo o pastor Júnior César Paiva, muitos desses alimentos não seriam vendidos e poderiam acabar sendo descartados. “Nós ficamos felizes por poder ser essa ponte. O produto que ia ser descartado, agora nós recolhemos, manipulamos, lavamos, cozinhamos e oferecemos em forma de alimento pronto para as pessoas”, disse.

O pastor também faz questão de destacar a importância de evitar o desperdício de comida. “Não desperdicem. Se você tem um alimento que está vencendo, liga para uma instituição. Não vamos desperdiçar, vamos aproveitar o Dia Nacional de Conscientização Contra a Miséria e Fome, no próximo dia 9, para fazer a diferença, fazer a nossa parte”, comentou.

Os alimentos são levados para o orfanato Casa da Tia Loura e para a Comunidade 23 de Maio, em Terra Vermelha. Cerca de 500 crianças são beneficiadas. Além disso, as sopas que são preparadas são entregues, uma vez por semana, para pessoas em situação de rua e para pacientes e acompanhantes do Hospital Antônio Bezerra de Faria e do Pronto Atendimento da Glória, em Vila Velha.

Quem quiser colaborar com o projeto pode procurar o Espaço Novo Tempo, na Praia da Costa, ao lado do Clube Libanês. A instituição também tem uma página no Facebook por onde as pessoas interessadas em ajudar podem entrar em contato para doar alimentos, recipientes descartáveis para servir as sopas ou serem voluntárias.

Ver comentários