Notícia

Serra lidera índice de homicídios de adolescentes no país

O índice aponta que a cada mil adolescentes que têm 12 anos ou mais, uma média de 7,79 são mortos antes de completar 19 anos no Estado. Serra é a cidade brasileira com mais de 100 mil habitantes que possui o maior índice: 12,71

Segundo dados do Índice de Homicídios na Adolescência (IHA), o Espírito Santo é o terceiro Estado do Brasil com a maior taxa de assassinatos de adolescentes entre 12 e 19 anos em cidades com mais de 100 mil habitantes. O índice aponta que a cada mil adolescentes que têm 12 anos ou mais, uma média 7,79 são mortos antes de completar 19 anos no Estado. Serra é a cidade brasileira com mais de 100 mil habitantes com o maior IHA: 12,71.

Mas não é só o município serrano que impressiona negativamente. Vila Velha ocupa a sexta posição no ranking nacional do IHA. No município, há 10,28 homicídios de jovens entre 12 e 19 anos para cada mil pessoas que estão nessa faixa etária. Já Vitória está em terceiro lugar no ranking das capitais mais violentas do Brasil para adolescentes, com um IHA de 7,68, atrás apenas de Maceió e Fortaleza.

Na opinião de Lula Rocha, que é representante do Programa de Proteção à Criança e ao Adolescente Ameaçados de Morte (PPCAAM), a situação do Estado é crítica. “A situação do Espírito Santo, em relação à letalidade de jovens, é preocupante. O Estado deve assumir isso como um compromisso efetivo e isso deve ser dialogado com a sociedade”, disse.

A defensora pública Camila Dória Ferreira, que faz parte do Núcleo da Infância e Adolescência da Defensoria Pública Estadual, diz que as mortes de jovens e os dados do IHA são impactantes. “A gente acaba ficando um pouco impressionado no dia a dia com isso, principalmente por conta da idade dessas vítimas e, com esses dados objetivos, nós também ficamos impactados”, comentou.

Lula Rocha afirma que é preciso aplicar não só ações de segurança pública para evitar essas mortes, mas também medidas de prevenção, como o investimento em educação, cultura, esporte e lazer.

O IHA foi publicado neste ano e traz dados de homicídios de adolescentes entre 12 e 19 anos, em 2014, nos 300 municípios brasileiros com populações acima de 100 mil habitantes naquele ano.

Ver comentários