Notícia

Um mês de cerco eletrônico em Vitória; redução de 15% no número de roubos de veículos

Foco agora é melhorar a integração do sistema com o Ciodes

Desde que começou a funcionar, no dia 20 de abril, o cerco eletrônico de Vitória reduziu em 15% o número de roubos de veículos na cidade. A informação é do Secretário de Segurança Urbana de Vitória, Fronzio Calheira. De acordo com ele, nesse período, o videomonitoramento por câmeras também ajudou a combater crimes como sequestro relâmpago e tráfico de entorpecentes, além de atropelamento com fuga. 

Nos últimos dez dias, foram recuperados mais um carro e uma moto com as imagens do cerco eletrônico. "Foram oito recuperações de veículos, sendo quatro motos e quatro carros. Outros casos envolvendo veículos foram solucionados. Uma pessoa pessoa foi atropelada e o responsável evadiu do local sendo localizado posteriormente e levado à delegacia. Houve um caso também de sequestro relâmpago em que o sequestrador foi localizado posteriormente através do cerco. E um caso de ameaça e tráfico de drogas, onde o criminoso ameaçou um agente de trânsito, depois ele foi localizado", relata o secretário.

Segundo Calheira, o foco agora é melhorar a integração com o Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes) que hoje recebe as informações online, mas ainda precisa cadastrar placas de veículos roubados manualmente.

"Já tivemos algumas conversas com a Secretaria de Segurança. Eles estão estudando uma forma de fazer essa integração. Atualmente, quando um veiculo é furtado ou roubado, nossos agentes incluem a placa manualmente. Mas é importante que isso aconteça de maneira automática. Nós acreditamos que nos próximos meses isso vai acontecer e levar a resultados ainda mais significativos com relação ao Cerco Inteligente de Segurança", destaca.

Sobre uma possível parceira com outros municípios da Grande Vitória, Calheira afirma que Vitória tem uma modalidade de licitação chamada Registro de Preço que está à disposição. "Outros municípios interessados podem pedir adesão a esses registros. Já temos recebido algumas sondagens de municípios da Grande Vitória interessados em aderir. Dessa forma, acredito que haverá, sim, uma ampliação", afirma. O secretário ressalta a importância de um trabalho unificado que afetará as quadrilhas que cometem outros tipos de crimes utilizando esses veículos roubados ou furtados. "É importante frisar que o crime anda motorizado. Se a gente controla como o criminoso está andando a gente vai, indiretamente, lá na frente, controlar o crime de uma maneira geral."

Cerco Inteligente de Segurança em Vitória

- Conta com 70 câmeras, no sistema de monitoramento OCR (Reconhecimento Óptico de Caracteres), que lê e fotografa a placa traseira do veículo

- Banco de dados com todos os carros que passarem pelas barreiras

- Dados são cruzados com a base do Centro Integrado Operacional de Defesa Social (Ciodes), que tem as informações do carro

- Pontos:

Avenida Augusto Emílio Estelita Lins

Avenida José Rato

Avenida Vitória

Avenida Beira-Mar

Avenida Dante Michelini

Rua Carlos Lindenberg

Ponte Florentino Avidos (Cinco Pontes)

Ponte da Passagem

Ponte Ayrton Senna

Ponte de Camburi

Terceira Ponte

Segunda Ponte

Entrada da Ilha do Frade

Entrada da Ilha do Boi

BR-101 Norte (Reta do antigo aeroporto

Rodovia Serafim Derenzi (em dois pontos)

Rodovia ES 468 (Norte-Sul)

Ver comentários