Notícia

Mais de 30 famílias ainda não voltaram para o Morro da Piedade

Dezenas de pessoas foram embora da comunidade após crise de insegurança e conflitos entre traficantes, que aconteceram há cinco meses

Morro da Piedade, em Vitória
Morro da Piedade, em Vitória
Foto: Fernando Madeira | GZ

Mais de cinco meses depois de uma grave crise de insegurança no Morro da Piedade, em Vitória, dezenas de moradores que foram embora do bairro ainda não voltaram para suas antigas casas. Números do Instituto Raízes, que desenvolve ações sociais na comunidade, apontam que apenas 8 das 40 famílias que foram embora voltaram para o morro.

> Piedade: moradores expulsos por traficantes vão processar o Estado

De acordo com o coordenador do instituto, Jocelino da Conceição Júnior, os casos de violência na região diminuíram  nos últimos meses. No entanto, cerca de 100 ex-moradores ainda não se sentem seguros para voltar ao bairro. As crises de insegurança na Piedade aconteceram por conta de confrontos entre traficantes. Na época de maior tensão, alguns moradores foram expulsos do bairro por bandidos. Outros moradores decidiram ir embora porque se sentiam inseguros.

“No morro inteiro, só oito famílias voltaram, das 40 famílias que saíram. O número de pessoas que saíram da comunidade é alto”, opinou o representante do Instituto Raízes.

BASE DA PM ESTÁ EM CONSTRUÇÃO

Para aumentar a segurança e inibir a atuação de traficantes, foi anunciada a construção de uma base fixa da Polícia Militar no bairro. O imóvel para a base da PM foi escolhido em setembro e as obras no local já começaram. A previsão inicial era para que o posto da PM fosse inaugurado até o fim deste ano. No entanto, a Secretaria de Estado da Segurança Pública adiou a previsão de entrega da obra para janeiro.

Base fixa da Piedade está em construção
Base fixa da Piedade está em construção
Foto: Eduardo Dias

Enquanto a base fixa não é inaugurada, os policiais que atuam no local ficam em viaturas e também em uma van utilizada como base móvel. O veículo fica estacionado próximo de onde será a base fixa.

De acordo com o anúncio feito pela Sesp, a base fixa da Piedade terá 10 policiais atuando em escala de plantão. A base também terá uma pequena central de videomonitoramento, um drone e um mirante, para que os policiais tenham uma visão mais ampla do bairro.

PATRULHAMENTO NO ALTO DA COMUNIDADE

A reportagem da CBN Vitória esteve no morro da Piedade, na manhã desta terça-feira (20), mas os moradores evitaram dar entrevistas para falar sobre a situação da comunidade. O representante do Instituto Raízes afirmou que alguns moradores têm sentido falta da presença da PM na parte mais alta do morro.

Base móvel da PM estacionada no Morro da Piedade
Base móvel da PM estacionada no Morro da Piedade
Foto: Eduardo Dias

“O número de policiais disponibilizados na Piedade diminuiu. Fica uma viatura e dois policiais perto da quadra, o dia inteiro, isso é verdade. Não tem mais aquela ronda que estavam fazendo pelo bairro”, disse Jocelino.

Apesar da reclamação de alguns moradores, a Polícia Militar informou que o patrulhamento em áreas elevadas da região continua sendo realizado.

Ver comentários