Notícia

Bombeiros do Espírito Santo entram na busca por vítimas em Brumadinho

Foram enviadas duas equipes formadas por oito homens, com três cães e duas viaturas.

As duas equipes enviadas são compostas por oito homens da corporação, com três cães e duas viaturas. Entre os militares, estão homens que trabalharam também em buscas na tragédia de Mariana, em 2015.
As duas equipes enviadas são compostas por oito homens da corporação, com três cães e duas viaturas. Entre os militares, estão homens que trabalharam também em buscas na tragédia de Mariana, em 2015.
Foto: Divulgação / Governo do ES

Duas equipes do Corpo de Bombeiros do Espírito Santo foram enviadas para auxiliar os trabalhos de buscas por vítimas na cidade de Brumadinho, em Minas Gerais, após o rompimento da barragem da Vale. No total, são oito homens da corporação, além de três cães farejadores e duas viaturas. Entre os militares, estão homens que trabalharam também em buscas na tragédia de Mariana, em 2015.

Segundo o tenente-coronel do Corpo de Bombeiros, Carlos Wagner, a iniciativa de ajuda partiu da própria corporação, após terem ciência do rompimento da estrutura.

“No momento que surgiu a informação do rompimento da barreira, a nossa Coordenadoria Estadual de Defesa Civil fez contato direto com a Secretaria Nacional de Defesa Civil e com a Coordenadoria de Defesa Civil de Minas Gerais, nos solidarizando com eles neste momento de dor, tristeza e perda, e oferecendo ajuda técnica e operacional para essa situação”, disse.

Leia também

A equipe saiu de Vitória na madrugada deste domingo (27). No grupo que seguiu para Brumadinho estão militares de férias que se ofereceram de forma voluntária e outros com experiência nesse tipo de situação, inclusive homens que deram suporte no desastre de Mariana.

“Os nossos militares são certificados internacionalmente em áreas de busca de situação como essa. Esses militares, parte deles, atuaram em Mariana na busca também com cães naquela situação. Parte desses militares que estão indo se encontravam de férias e voluntariamente se deslocaram para o local, sem que fosse necessária a suspensão das férias. São militares altamente capacitados, unidos a uma força que são nossos cães altamente qualificados também para este tipo de atividade”, destacou o tenente-coronel.

Ainda segundo Carlos Wagner, o envio faz parte de um conjunto de forças da corporação de outros estados para auxiliar os trabalhos de busca na cidade mineira.

“O Corpo de Bombeiros Militar do Espírito Santo está formando força com as outras unidades de bombeiros do Brasil. São Paulo e Rio de Janeiro já encaminharam recursos operacionais para o local também. Então, nós vamos somar uma grande força para fazer frente a essa situação trágica que aconteceu em Brumadinho”, completou.

Nesta manhã, as equipes enviadas estavam a cerca de 80km de Brumadinho quando uma sirene de alerta tocou na cidade. Devido ao risco de rompimento de uma nova barragem, as autoridades deram início ao processo de retirada das pessoas da região, alertando-as para que se deslocassem para áreas mais altas. Segundo o tenente-coronel Carlos Wagner, as buscas foram interrompidas até que seja feita uma avaliação do local onde se encontra a barragem.

Ver comentários