Saiba como funcionará o sistema de alerta de enchentes no ES

Acompanhe a entrevista com o Diretor-presidente da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), Fábio Ahnert

Publicado em 20/08/2020 às 10h13
Atualizado em 18/05/2021 às 06h16

A Região Sul do Espírito Santo, ao longo de suas bacias hidrográficas, vai receber estações de monitoramento de chuva e vazão que vão compor um sistema de alerta de eventos extremos na região, como inundações. Na quarta-feira (19), órgãos do governo do Estado sobrevoaram a região para identificar os pontos que receberão os equipamentos. Em entrevista à CBN Vitória, o diretor-presidente da Agência Estadual de Recursos Hídricos (Agerh), Fábio Ahnert, explica como esse sistema vai funcionar. As cidades de Caparaó, Castelo, Cachoeiro de Itapemirim, Alfredo Chaves, Vargem Alta, Iconha e Piúma, castigadas por inundações em janeiro deste ano e têm um histórico de cheias dos rios que impactam a população, estão na análise. As primeiras estações devem começar a ser instaladas até o final do ano, segundo a Agerh.