Chacina em Vila Velha foi motivada por disputa e invasão de terrenos

Quem explicou detalhes da investigação que resultou na prisão do suspeito foi o secretário de Estado de Segurança, Alexandre Ramalho

Publicado em 19/10/2021 às 11h27
Coronel Alexandre Ramalho, secretário de Estado de Segurança Pública
Coronel Alexandre Ramalho, secretário de Estado de Segurança Pública. Crédito: Vitor Jubini

A secretaria de Estado de Segurança divulgou nesta terça-feira (19) detalhes da investigação que resultou na prisão do suspeito de matar cinco pessoas em Vila Velha, numa chacina ocorrida no último sábado (16) no bairro Darly Santos. Saulo da Silva Abner, de 25 anos, foi preso no bairro Primeiro de Maio, no mesmo município, na tarde desta segunda-feira (18), localizado após uma denúncia anônima. Saulo possui passagens pela polícia por tráfico de drogas, porte ilegal de armas e por infração da Lei Maria da Penha. Em entrevista ao CBN Vitória, o secretário de Estado da Segurança Pública, Alexandre Ramalho, explicou que Saulo começou a planejar o crime quando um terreno que pertencia a ele na região foi invadido. Acontece que o suspeito também já havia invadido um terreno no mesmo local. "Quando invadiram o terreno dele, foi o estopim para ele planejar e arquitetar o crime", explicou Ramalho. Esta seria a motivação da chacina.