Dormir mal aumenta chances de ingerir comidas mais calóricas e menos nutritivas

As orientações são da médica pneumologista, Simone Prezotti, especialista em Medicina do Sono, em entrevista à CBN Vitória

Publicado em 25/09/2021 às 12h26
Comer alimentos calóricos impacta na qualidade do sono
Comer alimentos calóricos impacta na qualidade do sono. Crédito: Pixabay

Quem dorme mal come mais lanches calóricos e com baixo valor nutricional. É o que aponta um estudo da Universidade Estadual de Ohio, nos EUA. Os cientistas observaram que há uma ligação entre não dormir pelo menos sete horas por noite — o mínimo indicado pela Academia Americana de Medicina do Sono para adultos no geral — e comer lanches com mais carboidratos, açúcar, gorduras e cafeína. A pesquisa foi feita a partir da análise da rotina de quase 20 mil americanos, com idades entre 20 e 60 anos, que participaram de 2007 a 2018. Em entrevista à CBN Vitória, a médica pneumologista Simone Prezotti, especialista em Medicina do Sono, relaciona hábitos alimentares à qualidade do sono. Acompanhe!