Nésio: "Não teremos condições de imunizar todas as crianças antes do início escolar"

O entrevistado é o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes

Publicado em 14/01/2022 às 12h23
O frasco da vacina de Covid-19 da Pfizer para crianças terá cor laranja
O frasco da vacina de Covid-19 da Pfizer para crianças terá cor laranja. Crédito: Paul Hennessy/SOPA Images/Sipa USA

A chegada do primeiro lote de vacinas pediátricas da Pfizer contra a Covid-19, com 24 mil doses, atrasou e só deve acontecer no início da tarde desta sexta-feira (14). Em entrevista à CBN Vitória, o secretário de Estado da Saúde, Nésio Fernandes, afirmou que neste sábado (15) já será possível iniciar a imunização das crianças em alguns municípios. Ele apontou ainda que o grupo etário de 5 a 11 anos não será totalmente imunizado antes do início do ano letivo nas escolas.

Nésio Fernandes explicou ainda que as vacinas contra o Sars-CoV-2 ainda não estão incluídas no Plano Nacional de Imunização (PNI) das crianças, ou seja, não podem ter aplicação obrigatória, mas o Espírito Santo pode propor resolução para firmar a obrigatoriedade a nível estadual. Ouça a entrevista completa:

Fernandes ainda deu detalhes de uma pesquisa que começará a ser realizada no Espírito Santo nesta sexta-feira (14) para testar a eficácia da vacina Coronavac em crianças e adolescentes de 3 a 17 anos. Serão 1.280 participantes. Conhecido como Projeto Curumim (criança em tupi), ele verificará ainda a segurança, a produção de anticorpos e células de defesa nas crianças e adolescentes.