'Rainhas do samba' enfrentaram racismo e machismo para alcançarem reconhecimento, conta autor de livro

O entrevistado é o jornalista Leonardo Bruno, autor da obra

Publicado em 02/12/2021 às 18h25
Dona Ivone Lara
Dona Ivone Lara. Crédito: Dona Ivone Lara/Arquivo pessoal

Alcione, Beth Carvalho, Clara Nunes, Dona Ivone Lara e Elza Soares são as protagonistas do livro "Canto de rainhas - O poder das mulheres que escreveram a história do samba". De autoria do jornalista Leonardo Bruno, a obra é um mergulho pela trajetória de figuras femininas que moldaram o gênero brasileiro. Em entrevista ao CBN Cotidiano, o autor contou que todas elas precisaram enfrentar o racismo e o machismo para alcançarem o reconhecimento e o pioneirismo. Dona Ivone Lara, por exemplo, foi a primeira mulher a assinar um samba-enredo. O livro também passeia pela história de outras vozes femininas da história do samba, desde Tia Ciata até Teresa Cristina. Ouça a entrevista completa:

Capa do livro
Capa do livro "Canto de rainhas: O poder das mulheres que escreveram a história do samba", de autoria do jornalista Leonardo Bruno. Crédito: Divulgação

O livro foi lançado no mês de novembro e está disponível nas principais livrarias físicas e digitais.