Mesmo em crise, Ufes continua atraindo estudantes estrangeiros

Nesta semana, a universidade recebeu 19 estudantes de países como Alemanha, França e Itália. Somente neste ano, 50 alunos de outros países ingressaram na instituição em diversos cursos

Publicado em 30/08/2017 às 19h53
Atualizado em 21/05/2021 às 18h32

A Educação é um dos setores fortemente afetados pela crise econômica brasileira. Mesmo assim, a quantidade de estudantes estrangeiros que vêm estudar na Universidade Federal do Espírito Santo (Ufes) não tem reduzido. Somente neste ano, 50 alunos de outros países ingressaram na instituição em diversos cursos.

Nesta semana, a universidade recebeu 19 estudantes de países como Alemanha, França e Itália. Além disso, em março, outros 31 alunos vieram para o Espírito Santo para estudar nos campi da Ufes. A maior parte é proveniente de países latino-americanos, africanos e europeus.

Segundo a secretária de Relações Internacionais da Ufes, a professora Patrícia Alcântara Cardoso, a crise brasileira pode, inclusive, ser um fator motivador para que estudantes estrangeiros venham para o país. “Para estudantes de graduação e de pós-graduação, na verdade, ela está até estimulando. O aluno que tem interesse e visão, ele aproveita o momento de crise para buscar outros conhecimentos e oportunidades”, afirmou.

Valeria Rivera é estudante do mestrado em Arquitetura e Urbanismo da Ufes e veio de Honduras em março de 2016. Já adaptada ao país, ela pensa em continuar por aqui para fazer um doutorado. Valeria escolheu Vitória como a primeira opção por ter característica parecidas com a capital de Honduras, Tegucigalpa, onde ela vivia. A estudante também elogia a qualidade de vida da capital capixaba. Em relação ao mestrado, Valeria também faz elogios.

Este vídeo pode te interessar

“Eu acho que aqui tem uma questão mais crítica, se faz mais críticas construtivas sobre o jeito de fazer a cidade. Também deixa muita liberdade para o estudante poder pensar”, frisou.

Segundo a prefessora Patrícia Alcântara Cardoso, a Ufes atrai estudantes de diversas partes do mundo porque é uma instituição que oferece uma vasta quantidade de cursos e também pela qualidade de ensino e de pesquisa. Além disso, ela afirma que os ex-alunos estrangeiros e estudantes da própria Ufes que vão para o exterior acabam indicando a universidade para amigos de fora do país.