Golpe do motoboy: como é a atuação dos criminosos no Espírito Santo

O golpe consiste em criminosos que se passam por funcionários de um banco e ligam para as vítimas informando que o cartão foi clonado ou que há compras suspeitas

Publicado em 04/08/2021 às 11h11
Cuidado com o golpe do motoboy!
Cuidado com o golpe do motoboy!. Crédito: Pexels

Já há registros de capixabas vítimas do "golpe do motoboy" em 2021. O golpe consiste em criminosos que se passam por funcionários de um banco e ligam para as vítimas informando que o cartão foi clonado ou que há compras suspeitas. Em entrevista à CBN Vitória, o delegado Érico Mangaravite, titular do 6º Distrito Policial da Polícia Civil, explica que a prática criminosa voltou à tona no Estado. Segundo ele, o golpe do motoboy é mais sofisticado e demanda uma aparelhagem complexa, portanto, são quadrilhas relativamente pequenas mas organizadas que vão de estado a estado aplicando golpes. Acompanhe!

Mangarative explica que esse tipo de golpe tem evoluído. "As vítimas acabam tendo mais dificuldade em identificar que é um golpe, e quando percebe, já é tarde. Nossa principal missão é alertar essas pessoas, que precisam entender que apenas em situações excepcionalíssimas um banco entraria em contato com você, e se entrar, dificilmente vai pedir uma série de dados", afirma o delegado.