Loteamentos irregulares são flagrados pelo Idaf com desmatamento de Mata Atlântica

Quem traz os detalhes é o gerente de Licenciamento e Controle Florestal do Idaf, Fabricio Zanzarini

Publicado em 12/05/2022 às 11h06
Desmatamento
Desmatamento. Crédito: Pixabay

O Instituto de Defesa Agropecuária e Florestal do Espírito Santo (Idaf) emitiu mais de 140 autos de infração após flagrar supressão irregular de vegetação em Santa Teresa, além de queimadas e terraplanagens em Áreas de Preservação Permanente (APPs). Uma outra constatação foi o fracionamento de imóveis rurais abaixo da parcela mínima permitida por lei. Quem traz os detalhes é o gerente de Licenciamento e Controle Florestal do órgão, Fabricio Zanzarini, em entrevista à CBN Vitória. Acompanhe!

O gerente afirma que um dos fatores que vêm gerando desmatamentos é a expansão de loteamentos irregulares de imóveis, fruto da intensa procura por sítios, chácaras e lotes nas áreas altas. Zanzarini detalha que as a maioria das autuações em Santa Teresa foram frutos de um operação com helicótero, em dezembro de 2020, ocorrida no Caravaggio, e de ações de fiscalização subsequentes. Ele acrescentou que todos os casos constatados de irregularidade foram encaminhados à Prefeitura de Santa Teresa, que é a responsável pelo ordenamento do uso e ocupação do solo, e ao Ministério Público do Espírito Santo, para que sejam tomadas as providências civis e criminais.