Siderúrgica no ES começa a dessalinizar água do mar para usar na produção industrial

Conheça detalhes do processo de transformar a água do mar em água doce

Publicado em 14/09/2021 às 11h24
Eletrocentro (ou sala elétrica) da planta de dessalinização da ArcelorMittal Tubarão
Eletrocentro (ou sala elétrica) da planta de dessalinização da ArcelorMittal Tubarão. Crédito: Mosaico Imagem/ArcelorMittal/Divulgação

A maior planta de dessalinização de água do mar do Brasil entrará em operação neste mês de setembro no Espírito Santo. O sistema tem capacidade inicial para dessalinizar 500 m³/hora de água e garantirá maior segurança hídrica para a empresa ArcelorMittal Tubarão e para o Estado. Em entrevista à CBN Vitória, o gerente geral de Sustentabilidade e Relações Institucionais da ArcelorMittal, João Bosco Reis da Silva, traz detalhes de como ela vai funcionar. Ouça as explicações completas!

A água tratada será destinada para fins industriais, substituindo parte do volume consumido do Rio Santa Maria da Vitória e permitindo, assim, maior disponibilidade do recurso para a sociedade, segundo explicações do gerente geral de Sustentabilidade e Relações Institucionais da ArcelorMittal, João Bosco Reis da Silva. Além disso, "o sistema utilizará tecnologia de osmose reversa, bastante comum em países como Israel, Espanha, Estados Unidos e outros, para captação de água do mar. Construída em área de cerca de 6 mil m², a planta consumirá cerca de 3MW de energia elétrica e representa menos de 1% do total de energia gerada pela própria ArcelorMittal Tubarão, que é autossuficiente", informa.